top of page

Beauty trends: o que é mito e verdade sobre as tendências de skincare nas redes sociais?

Dermatologista Andrea Bannach, gerente médica de Profuse, desvenda as dicas virais que surgem nas plataformas e conta quais vale aproveitar, além de apontar quais podem ser prejudiciais.


Foto Pinterest - foto


Quem gosta de acompanhar as novidades e tendências do skincare já cruzou com as dicas virais do momento nas redes sociais – aqueles conteúdos sobre um novo acessório ou uma rotina que promete milagres e se torna o must-have do momento. É preciso, contudo, avaliar essas trends com atenção, já que elas podem não entregar tudo o que prometem – e, em alguns casos, até prejudicar a saúde da pele. 

A dermatologista Andrea Bannach, gerente médica em dermatologia de Profuse, marca de dermocosméticos do Aché Laboratórios, lista seis mitos e verdades que circulam por aí quando o assunto é skincare. Confira: 


1- Tônico facial 


O tônico facial é um dos produtos que são alvo de debates frequentes na internet. Há quem defenda e diga que esta etapa é essencial para um bom skincare, enquanto algumas pessoas dizem que o uso diário pode prejudicar a pele. 

Segundo Andrea, o uso é opcional. “O tônico é um produto de limpeza, sem enxágue, que auxilia na remoção de oleosidade. Ele é dispensável, já que existem produtos de limpeza enxaguáveis e a solução micelar (que não precisa de enxágue), que fazem funções semelhantes e têm menor potencial de irritar a pele”, assinala. 


2- Escovas de limpeza 


As escovas de limpeza facial voltam à moda de tempos em tempos nas redes sociais. Recentemente, um modelo com compartimento para misturar o gel de limpeza e a água, para que o produto saia em forma de espuma conforme se esfrega o rosto, é o mais popular. Contudo, elas são desnecessárias para o skincare. 


“Elas podem irritar a pele pela fricção excessiva, além de acumular microrganismos nas cerdas, contaminando a pele. O sabonete deve ser sempre misturado com água, mas o ideal é fazer a mistura na mão na hora de usar. Se a pessoa usar água demais e muito pouco sabonete, o produto final ficará muito diluído e pode perder a eficácia”, explica a dermatologista. 

De acordo com ela, um gel de limpeza de boa qualidade e adequado para a pele – especialmente no caso das oleosas e acneicas – já é suficiente para deixar a sensação de pele sequinha e limpa. Quem gosta de usar as escovas na rotina, deve prestar atenção na frequência, uma vez que o acessório pode sensibilizar a pele. Assim como a esfoliação, a recomendação é que o uso não ultrapasse um dia na semana. 


3- Double cleansing (limpeza dupla) 


Ainda quando o assunto é limpeza, diversos vídeos e posts tratam das maravilhas do double cleansing (a limpeza dupla, em português). Trata-se de um processo de limpeza em duas etapas, normalmente a primeira com um óleo próprio para esse fim e a segunda com sabonete. No entanto, repetir esse processo todos os dias pode remover a hidratação natural da pele. 


“A limpeza dupla é interessante para pessoas que aplicam muitos produtos na pele e têm mais dificuldade de removê-los ao final do dia. Para quem usa poucos produtos, ela não é necessária e pode, inclusive, ser prejudicial, pois remove excessivamente a hidratação e o manto lipídico que protegem a pele”, afirma Andrea. 
A dica é escolher solução micelar e gel de limpeza adequados ao tipo de pele e sem ingredientes que causem irritações. Outra orientação é tomar cuidado com produtos que tenham esfoliantes, pois o excesso de fricção potencializa o efeito irritativo. 

4- Rolinho de jade 


O rolinho de jade também já é um clássico entre as tendências de skincare nas redes sociais. De acordo com esses conteúdos, o acessório ajuda a amenizar rugas e linhas de expressão. Mas, embora ele tenha um sensorial agradável e promova a sensação de relaxamento, seu uso para esses efeitos não é comprovado. 


“O maior benefício é a sensação de autocuidado por quem usa. Porém, ele não ajuda a amenizar rugas e linhas. Esses sinais de envelhecimento são decorrentes de alterações profundas na pele, que se desenvolvem ao longo de anos e não podem ser corrigidas com o rolinho. Para isso, é preciso apostar mesmo em um creme ou sérum (a depender do tipo de pele) que contenha ativos com esse fim”, aponta a dermatologista de Profuse

5- Slugging com vaselina  


Uma das modas mais recentes no universo do skincare é o slugging com vaselina. O conceito surgiu da Coreia do Sul, um polo para tendências de cuidados com a pele. O objetivo é aplicar uma camada do produto como último passo da rotina noturna para uma pele mais hidratada e barreira cutânea mais íntegra pela manhã. 

A prática é indicada para quem tem pele seca ou extrasseca. Por outro lado, peles oleosas e com tendência à acne devem evitar, dado que a vaselina é altamente oclusiva, ou seja, pode obstruir os poros e potencializar o surgimento de cravos e espinhas. 

“Além disso, pessoas que usam produtos tópicos precisam tomar cuidado. A vaselina aumenta a penetração de ativos para uma faixa além da esperada, aumentando o risco de eventos adversos causados por outros ativos – ou seja, pode prejudicar outros tratamentos”, alerta a Dra. Andrea. 


6- Quantidade certa de protetor solar 


O protetor solar é uma das etapas mais importantes do skincare. Isso porque a proteção contra o sol previne contra o câncer de pele, além de evitar o aparecimento de manchas e outros sinais da idade. Então, é importante não apenas escolher o produto adequado ao tipo de pele, mas principalmente aplicar a quantidade certa para atingir o grau de proteção indicado no rótulo.  

A SBD (Sociedade Brasileira de Dermatologia) indica que deve ser aplicado o equivalente a uma colher de chá no rosto e no pescoço. Nas redes sociais, muitos vídeos indicam que a quantidade ideal é equivalente a três dedos de produto. Segundo a Dra. Andrea, a medida é próxima ao ideal, mas pode variar. 

“A ideia de colocar o protetor solar nos três dedos é uma invenção popular. Dependendo de quanto produto a pessoa colocar no dedo, pode acabar usando mais ou menos protetor – portanto, é preciso ter cuidado. O ideal é medir algumas vezes até ter uma noção da quantidade para depois conseguir usar corretamente sem medir todas as vezes”, indica a especialista. 

Profuse, marca de dermocosméticos doAché Laboratórios, possui um portfólio de produtos completo para cada etapa do skincare.



CAC Aché 0800 701 6900


Saiba mais sobre Profuse pelo site e conecte-se às redes sociais da marca:


Site|Facebook| @profuseoficial

Comments

Rated 0 out of 5 stars.
No ratings yet

Add a rating
bottom of page