Hector Angelo para Hooks Magazine


A ideia de confinar arte em galerias e museus nunca foi confortável para o artista plástico e escritor Hector Angelo além, de achar que a arte tem que ser apreciada em qualquer lugar, acredita que as mensagens e reflexões sugeridas pelos artistas tem que está acessível à todos.

Por isso, Hector entendeu que deveria encontrar uma maneira de democratizar a arte e tocar o máximo de pessoas possível. Foi aí que ele viu na moda o caminho mais fácil para ampliar a audiência de seu trabalho.




Foto - Priscila Haefeli @priscillahaefeli

Styling - Rogerio S. @rogerio_s

Direção de Arte - Pedro Flutt @pedroflutt

Beleza - Fox Goulart @foxgoulartbeauty

Modelos - Henri Fox @henrif0x e Gabriel Flores @thegabflores

Molduras - Everaldo Molduras -@emolduras_everaldo



Meu objetivo é usar a arte como ferramenta de inclusão e combate a descriminação. Quero mostrar por meio dos meus traços a beleza da diversidade e promover reflexão sobre empatia e para que eu alcance minha meta, preciso que minha arte circule por todos os cantos”, completa Angelo. Sendo assim, o jovem artista plástico desenvolveu uma nova maneira de se consumir arte através de roupas e acessórios. Com valores bem mais acessíveis, as pessoas podem adquirir obras de arte e ainda desfilar com ela pelas ruas. De acordo com Hector, a coleção vai provar que é possível sim vestir arte. "Inclusive pode ser uma boa opção para os amantes de arte, porque o investimento é menor do que comprar uma tela e além de, colecionarem vão poder desfilar com suas artes pelas ruas. Vestir arte é uma forma de expressar seus propósitos e suas crenças de uma maneira suave. Cada peça que produzo é uma tela que ao invés de estar pendurada na sua parede você pode vestir".


As peças da marca Hector Angelo Store são certificadas pela Art Certificate uma instituição internacional de certificação de obras de arte. O certificado garante além de autenticidade, que serão produzidas no máximo 10 peças de cada estampa. Os certificados vem numerados, são nominais e acompanhados de um QRCODE que garante a propriedade da peça. Para atender e ser fiel ao conceito de Roupa de Arte e garantir a exclusividade todas as peças são produzidas sob encomenda.


Coleção Arte em Desfile


A campanha de lançamento da Coleção Arte em Desfile que traz o conceito de Roupa de Arte é assinada pelo Styling carioca Rogério S. Rogério é stylist colaborador da Revista Ela – Jornal O Globo e Revista Moda FHits + O Estadão e fez a edição de moda das campanhas mais recentes da Natura, Forum, CCM, Dona Coisa, Marta Reis, Werner Tecidos. Além de ser, o figurista dos últimos álbuns visuais de Fernanda Abreu, Diogo Nogueira e Roberta Sá.

Para Rogério S. a arte e a música estão sempre por trás de sua pesquisa para qualquer narrativa editorial, e diversidade, representatividade e inconformidade sempre estiveram presentes em seu vocabulário de moda. Esse conceito de trabalho veio de encontro com o propósito de moda de Hector Angelo essa conexão artística resultou na campanha para promover a Coleção Arte em Desfile. O trabalho, como todos que este artista de 18 anos faz, busca dar espaço às minorias e voz aos que nem sempre podem se expressar.

Hector confirma: "O propósito do meu trabalho e levar reflexão sobre a riqueza da diversidade humana então, minha inspiração vem de situações, artistas e expressões culturais que nos levam a pensar e viver esse tema. Para desenvolver a coleção, reuni obras que retratam a diversidade de credos, raças e de posicionamentos A coleção traz peças que mostram o orgulho de ser quem você e outras que trazem o medo que as pessoas trans tem da intolerância. Abordo também a riqueza da cultura indígena, a liberdade do amor e a influência e o poder da música pop para conscientização da sociedade sobre as questões sociais".

Ele também acredita que a ação pode mudar as regras no mundo da moda. "Coleção Arte em Desfile vem para desconstruir os padrões ditadores da moda trazendo muita cor, formas e traços exagerados que traduzem a beleza da diversidade humana.


Quem é Hector Angelo?


Escritor e artista plástico goiano de 18 anos, cuja obra é reconhecida no Brasil e no exterior. Como artista plástico alcançou notório reconhecimento aos 15 anos de idade quando foi convidado para expor sua obra " Eu sou o gay que sofre com a homofobia" da Coletânea Eu sou a Dor, na 10ª Art Shopping Paris - Carrousel do Louvre - 2017, durante a Semana de Arte Contemporânea de Paris, no ano seguinte, seu nome foi incluído no ranking dos 50 artistas plásticos mais influentes do mundo em 2018 pelo guia The Best Modern and Contemporary Artists sob curadoria dos italianos Salvatore Russo e Francesco Saviero. Hector desde os 2 anos de idade demonstrou interesse pelos desenhos, aos 7 anos de idade recém alfabetização publicou seu primeiro livro, A Girafa que foi ao Espaço, desde de então dedica sua vida entre a literatura e as artes plásticas. Como escritor, aos de 10 anos de vida ganhou o CONCURSO INTERNACIONAL PARA AUTORES INFANTO-JUVENIS EM LÍNGUA PORTUGUESA: "ATREVIDA” com seu terceiro livro A transformação de Joca, concurso promovido pela Associação Sóciocultural La Atrevida, entidade apoiada pela Universidade de Lisboa. Em 2017 o seu quinto livro Depois do Final Feliz foi premiado nas categorias melhor ilustração e melhor projeto gráfico - Prêmio Literatura Brasileira 2017 promovido pela ZL Editora. Conseguiu levar a arte protesto para o Museu do Louvre e suas ilustrações em homenagem as divas drags e transexuais estamparam a coleção da estilista Mileide Lopes que foi a primeira marca goiana a ser selecionada pela curadoria da São Paulo Fashion Week a expor na loja conceito do evento.

Loja: https://www.hectorangelostore.com/ Perfil Loja: @hectorangelostore Perfil Hector: @criativedeseho​




#hooksmagazine #hooks #hectorangelo #hector #hectorangelostore

  • Facebook
  • Twitter
  • Instagram
KatGrahamSite.png