Nunca é tarde para fazer algo novo: Ana Pizzol usou a pandemia para se reinventar.



Por Evely Oliveira




Como todos sabem a pandemia acertou em cheio a economia brasileira, e muitos setores profissionais precisaram se reinventar.

O que afeta diretamente o ramo de eventos. Segundo a Associação Brasileira dos Promotores de Eventos (ABRAPE), até fevereiro deste ano mais de 350 mil eventos deixaram de ser realizados (entre shows, festas, casamentos, congressos, rodeios, eventos esportivos, sociais e outros).

Então, como bem podemos imaginar, esses profissionais tiveram um grande desafio pela frente: o de se reinventar.

E é sobre isso que vamos falar hoje. Conheçam a historia da Ana Pizzol, essa mulher incrível que já se reinventou algumas vezes na vida e nunca deixou a "peteca cair".


Espero que a história dela possa inspirar você também.


"Oi, eu sou a Ana Pizzol, tenho 30 anos.