Open site navigation

Kelly Key and Family

Kelly Key and Family

O conceito Slow Fashion: entenda mais sobre essa tendência de moda sustentável.


A "moda devagar" é um movimento que se apresenta em contraposição ao fast fashion do qual tanto ouvimos falar, onde vemos acontecer um padrão desenfreado de consumo e de produção de itens de moda em massa que também são descartados rapidamente por quem os utiliza,

gerando impactos totalmente negativos no meio ambiente e nos hábitos de consumo da sociedade.


Por se tratar na verdade de uma vertente da moda sustentável, costuma-se achar que o slow fashion é algo que surgiu apenas recentemente, mas na verdade veio do movimento "slow food" que prioriza uma forma mais consciente de alimentação, que surgiu em meados da década de 90.


Basicamente então, adaptado para o âmbito da moda, o termo slow fashion foi criado em 2004 pela escritora de moda Angela Murrills e representa o consumo consciente aliado à sustentabilidade e reutilização de materiais, onde ocorre a preferência por maior qualidade e durabilidade dos produtos, além de uma cadeia de produção que se mostra transparente ao consumidor e em escala reduzida.


Símbolo do slow fashion (Imagem - Divulgação/Internet)

Enquanto grandes marcas de fast fashion muitas vezes são conhecidas por funcionar com a exploração de trabalhadores, o slow fashion valoriza de forma correta a mão de obra dos profissionais que trabalham na confecção das peças, criando um ambiente de trabalho justo e fazendo com que os consumidores saibam exatamente da onde vêm os tecidos e materiais utilizados nos itens que estão comprando.


Em um mundo pós pandêmico a idéia de renovação e reutilização dentro do mundo da moda está se tornando cada vez mais forte, e podemos comprovar isso com o crescimento significativo de negócios como brechós e também através do surgimento de novas marcas que se preocupam com o consumo consciente e que funcionam dentro do sistema slow fashion.


Temos que entender que ao longo do tempo e com as tendências trazidas pelas novas gerações, a valorização de fabricantes locais e que utilizam recursos naturais que degradam menos o ambiente é importante para que a economia se torne mais distribuída e ética, e para que todo o consumo de moda não fique centrado apenas em marcas que trabalham com produtos padronizados e idênticos, em um mundo onde devemos praticar e dar cada vez mais valor à diversidade.


ALL RIGHTS RESERVED

© 2022 by HOOKS MAGAZINE INTERNATIONAL LTDA.  Revista Hooks