Releitura punk: as roupas da “Cruella” de Emma Stone

matéria por Gabriel Krambeck

Você piscou, e mais um filme live-action da Disney foi lançado. Dessa vez conhecemos a história de origem de Cruella, interpretada por Emma Stone (La La Land, A Mentira). E como esperávamos: o figurino roubou a cena.


O filme foi lançado no Disney Plus, com valor adicional, e será disponibilizado para todos usuários da plataforma no dia 16 de julho.


5 fatos sobre as roupas do novo filme “Cruella”

Sem spoiler! Os bastidores das roupas em preto, branco e vermelho.


Mais de 200 roupas em 4 meses

Para o filme foram produzidas 277 peças de roupa, assinadas pela equipe da figurinista Jenny Beavan - que já levou o Oscar por Mad Max 5. A equipe teve pouco menos de quatro meses para produzir todo o material.


Emma Stone, sozinha, teve 47 trocas de roupas durante o filme. Já a vilã Baronesa (Emma Thompson) ocupa o segundo lugar, com 33 looks.


Punk, Glam, Rock


Se a nossa referência de Cruella era a alta-costura tradicional, o novo filme mudou completamente. A atitude que vemos na nova versão é puro punk - que estava efervescente na Londres de 1970.



A maquiagem, por exemplo, é inspirada na cantora Nina Hagen. A cena do Glam Rock foi muito bem representado pelo personagem queer Artie (John McCrea).

Feito para o Cinema


Se ficou com vontade de usar os vestidos de Cruella, uma péssima notícia. Emma Stone contou que os visuais grandiosos, por mais que lindos, mal deixavam ela andar.


Mas os truques eram reais! O vestido com a cauda de 12 metros, foi realmente carregado por um caminhão de lixo - a atriz estava presa em cabos ao corpo.


"Não é nada remotamente parecido com algo que eu realmente poderia usar na vida real", revelou Emma. "Aquela saia vermelha, também. Quando vesti, senti: Isso aqui é mesmo num filme."

Westwood ou Dior


Grande parte do filme, a violência é deixada de lado e a batalha é (literalmente) sobre roupas que causam mais impacto.


De um lado, Cruella, com visual inspirado na revolução de Vivienne Westwood. Cores vibrantes, calças rasgadas, provocações políticas e recortes assimétricos.


A figurinista cita Alexander McQueen e John Galliano como referências aos looks do filme.


E a alta-costura de Cruella? Foi herdada para a vilã de Emma Thompson (Nanny McPhee, Harry Potter). Seus looks classudos, com tecidos pesados, representam as grifes tradicionais Dior, Givenchy e Balenciaga.




Detalhe: as joias da Baronesa incluíram colares de diamantes De Beers - estimados em 190 mil dólares.


Cruella sem fumo e sem pele

Emma Stone sentiu falta de um elemento-chave para interpretar o papel: a icônica piteira de Cruella.



Aliás, tudo isso reflete as decisões “Family Friendly” da Disney Plus. A plataforma já ficou conhecida por cortar liberdade artística de produções como a nova “Lizzie McGuire” e a série “Love, Victor”.


A atriz comentou sobre: “Fiquei tão empolgada com a ideia daquela nuvem verde de fumaça, mas não foi possível. Não quero promover o fumo, mas também não estou promovendo filhotes sendo esfolados” - e não mentiu.

Extra: O visual favorito

Agora você já sabe tudo sobre a Moda de Cruella. Mas qual foi o visual favorito da premiada estilista? O cachorro Wink ganhou o prêmio com um de seus disfarces.


“Tivemos um pequeno chihuahua vestido de rato. Acho que precisa ser esse”, contou Jenny.


E para você, qual foi o melhor visual? Não deixe de comentar no conteúdo sobre os looks de Cruella no meu Instagram (@gabrielkrambeck).



  • Facebook
  • Twitter
  • Instagram
KatGrahamSite.png