top of page

Ananda Gabriella: A Musa Internacional da Hooks Magazine

'MODEL' COVER EDITION - MAY 24 ISSUE

Ananda Gabriella

Photos: Yan Salvatierra - @fotosyansalvatierra

Makeup: Worney Makeup - @worneymakeup


Ananda Gabriella, a deslumbrante modelo internacional, é destaque na capa da edição "MODEL" da Hooks Magazine International. Com seu espírito aventureiro e uma carreira meteórica, Ananda não é apenas um ícone de estilo, mas também uma contadora de histórias, compartilhando suas experiências de viagens pelo mundo com seus seguidores. Nesta edição especial, mergulhamos na jornada de Ananda, explorando as vivências que moldaram sua visão de mundo e enriqueceram sua vida pessoal e profissional.


Quando perguntada sobre a experiência mais transformadora ao visitar um novo país, Ananda não hesita: "Conhecer novos lugares nos faz enxergar o quão pequenos somos diante de todo o mundo, mas o quão grande podemos ser conhecendo as novas culturas de novos lugares."


Ela destaca uma viagem à Índia como um ponto de virada. A imersão na cultura local, com suas tradições e valores únicos, expandiu sua percepção de diversidade e a importância de manter uma mente aberta. "Essa vivência mudou minha perspectiva sobre o mundo e me fez mais consciente e empática em relação às diferentes formas de viver."


Ananda Gabriella

Embora tenha explorado muitos destinos exóticos, Ananda revela que a sensação de estar em casa é insubstituível. "Acho que podemos viajar por todo o mundo, mas não existe nada melhor que o nosso lar." Entretanto, ela lembra com carinho de Florença, na Itália. A acolhida calorosa dos habitantes, a culinária deliciosa e a beleza histórica fizeram-na sentir uma conexão imediata com a cidade.


Confira Entrevista exclusiva:


1: Qual foi a experiência mais transformadora que você teve ao visitar um novo país? Como isso impactou sua vida?


Conhecer novos lugares nos faz enxergar o quão pequenos somos diante de todo o mundo, mas o quão grande podemos ser conhecendo as novas culturas de novos lugares. Essa experiência me transformou de dentro para fora como ser humano. Por exemplo, em uma viagem à Índia, a imersão na cultura local, com suas tradições e valores, me fez perceber a diversidade da vida e a importância de manter uma mente aberta. Essa vivência mudou minha perspectiva sobre o mundo e me fez mais consciente e empática em relação às diferentes formas de viver.

Ananda Gabriella

2: Existe algum lugar que, ao visitar, fez você se sentir imediatamente em casa? O que tornou essa experiência tão especial?


Acho que podemos viajar por todo o mundo, mas não existe nada melhor que o nosso lar. Então, não importa a quantidade de novos lugares que você conheça, nada será mais aconchegante do que o seu lar. Lembrando que lar não é só sobre sua “casa”, mas também sobre as pessoas que você ama. Por exemplo, ao visitar a cidade de Florença, na Itália, a acolhida calorosa dos habitantes, combinada com a comida deliciosa e a beleza histórica, me fez sentir uma conexão imediata, quase como se eu pertencesse àquele lugar. Mas, mesmo com todas essas experiências maravilhosas, a sensação de estar em casa, cercado pelas pessoas que amamos, é insubstituível.

3: Você já enfrentou algum desafio ou situação inusitada durante suas viagens? Como você lidou com isso?


Com certeza. Ao ir a um restaurante na França, não me identifiquei muito com a comida local e percebi que, quando algo não nos agrada e faz parte da cultura deles, devemos ter o mínimo de educação, ou eles se sentirão muito ofendidos! A dica é: apenas sorrir e acenar! Em outra ocasião, ao me perder nas ruas de Tóquio sem falar japonês, aprendi a importância de manter a calma e usar a tecnologia ao meu favor. Com a ajuda de um aplicativo de tradução e a gentileza dos moradores locais, consegui encontrar meu caminho de volta e transformei um momento de pânico em uma história memorável.

Ananda Gabriella

4: Como você aproveita o tempo livre entre sessões de fotos e compromissos em cidades diferentes? Tem algum lugar favorito para relaxar?


Por incrível que pareça, o melhor lugar sempre será o lugar onde me deito, com minha companhia e faço minhas orações, agradecendo pela oportunidade de mais uma viagem ou de mais um lugar que pude conhecer e realizar os sonhos da pequena Ananda que não saberia que poderia se tornar tão grande. Além disso, adoro encontrar pequenos cafés e parques nas cidades que visito. Em Paris, por exemplo, há um pequeno café perto do Jardim de Luxemburgo onde adoro passar meu tempo livre, lendo um livro ou simplesmente observando a vida ao meu redor.

5: Viajar pode ser uma oportunidade incrível para aprender. Qual foi a lição mais valiosa que você aprendeu em uma de suas viagens?


Não importa para onde você vá, sempre pesquise um pouco da cultura antes. Se não souber falar a língua nativa, aprenda a falar as palavras básicas para que eles se sintam confortáveis quando você precisar de ajuda. Lembre-se de que você está no país deles. Sabendo ser o mínimo educado e falar o básico, qualquer pessoa estará disposta a te ajudar. Em uma viagem ao Japão, aprendi que mesmo um simples “por favor” e “obrigado” na língua local podem abrir portas e criar conexões genuínas com as pessoas. Essa lição de humildade e respeito à cultura local é algo que levo comigo em todas as minhas viagens.

Ananda Gabriella

6: Existe alguma cidade ou país que te surpreendeu positivamente, mesmo não sendo um destino muito conhecido? O que você descobriu lá?


Na verdade, uma visita a um amigo de infância em Lisboa nunca foi pela cidade em si, mas sim sobre estar perto de pessoas que te fazem bem e recarregam suas energias na correria do dia a dia. No entanto, Lisboa me surpreendeu com sua arquitetura encantadora, culinária deliciosa e a hospitalidade calorosa dos seus moradores. Descobri pequenos bairros históricos, como Alfama, onde pude explorar ruas estreitas e descobrir a verdadeira essência da cidade. A surpresa positiva não veio apenas da beleza física do lugar, mas da sensação de pertencimento e conforto que senti ao estar rodeada de pessoas queridas em um cenário tão maravilhoso.

Ananda Gabriella

Comments

Rated 0 out of 5 stars.
No ratings yet

Add a rating
bottom of page