Open site navigation

Kelly Key and Family

Kelly Key and Family

Júlia Peixoto - Hooks edição Stars


Fotógrafo João Wesley

A adolescente sonhadora, que começou a gravar vídeos de automaquiagem, dicas de beleza e do cotidiano em 2015, no seu quarto, na comunidade onde morava, em Parada de Lucas, hoje acumula mais de 1,7 milhão de seguidores só no Instagram, soma meio milhão de inscritos no YouTube. E após deslanchar como influencer, agora, aos 22 anos, Júlia Peixoto também possui uma trajetória de sucesso como empreendedora.


Julia lançou em 2021 sua linha de maquiagem, em parceria com uma consolidada empresa de cosméticos. Com produtos totalmente acessíveis, já que a influencer visa o empoderamento das mulheres e meninas que não possuem poder aquisitivo para investir muito em maquiagens, Julia inseriu um pouco de sua história na identidade dos produtos: utilizou desenhos de suas tatuagens nas embalagens, datas importantes, lugares que ama e quer conhecer e até seus gatos de estimação.


A influenciadora lembra que suas carreiras foram construídas de uma forma bem espontânea.



“Aconteceu em 2012 quando eu comecei a postar vídeos dançando igual Bonde das Maravilhas, eu tinha um bonde chamado Bonde das Malvadas. Postávamos vídeos no nosso canal, o grupo acabou e eu continuei. Comecei a dar diquinhas de cabelo e make, mas não tinha frequências, pois estudava, em 2016 terminei os estudos e em 2017 fiz um intercâmbio onde pude me dedicar aos vídeos.”


Por mais que ter feito um intercâmbio tenha sido um sonho realizado para Júlia, muitas críticas vieram por lado das pessoas que a acompanhavam na época.


“As pessoas achavam que eu mentia sobre ter vindo da comunidade pelo fato de eu ter feito um intercambio, como se alguém que morasse na comunidade não pudesse fazer viajar para fora do país.”


Mas também foi por meio de críticas que a influenciadora conseguiu virar o jogo e usar uma situação não tão agradável a seu favor e crescer na internet.

“Em 2017 surgiu um meme com uma foto distraída e a internet só falava do meu corpo e eu aprendi a tirar sempre o lado bom das coisas negativas e tirei, sempre tiro, ganhei seguidores e agradeço muito quem fez aquele meme.”

Júlia é muito conhecida por ser 100% transparente e sincera com seus fãs. Sem dúvidas, isso faz com que eles sintam que têm uma proximidade e intimidade com ela. Isso é um de seus grandes diferenciais como profissional.

“Sem dúvida para mim uma das coisas que mais atrai o público é minha sinceridade, essência, personalidade, o meu diferencial, sempre procurei ser eu mesma e acho que isso que me torna diferente, trabalho com as minhas redes, mas não posso jamais deixar que as pessoas esquecem que por traz das telas também tem uma pessoa que erra, tem defeitos, como uma pessoal normal. Com certeza acho que isso ajudou no meu crescimento, nunca vou mudar isso, vou levar minha essênciacomigo para onde eu for.”

Ela costuma carregar consigo o bordão ‘Da favela pro mundo’ para, com muita humildade, contribuir com a mudança da perspectiva que a sociedade tem das comunidades e nunca esquecer de onde veio.

“Eu sempre gostei de ter essa frase nas minhas redes sociais por que acho que isso é realmente oque eu represento, sai da comunidade e hoje tenho minha independência financeira com apenas 22 anos trabalhando, tendo responsabilidades, já tive muitas oportunidades de escolher outro caminho mas estou aqui seguindo pois sei que tenho um propósito e sei o que eu quero para a minha vida e a minha intenção é poder ajudar todos que me segue e aqueles que eu influenciam de uma forma positiva, eu não quero ser um exemplo, eu quero ser uma pessoa que corre atrás dos sonhos.”

Carregar esse bordão fez com que ela fosse vista como uma inspiração por muitas pessoas que, assim como ela, nasceram na favela e estão em busca de ‘vencer na vida’. Para Júlia, é muito gratificante ser uma referência para essas pessoas.

“É muito gratificante, sou grata, por todos, que me seguem e que eu consigo influenciar de alguma forma positiva. Amo meu público da comunidade, vou onde morava, as pessoas pedem foto, eu acho isso muito incrível, eu penso e falo ‘eu vim daqui, vocês conhecem minha história?’ sou grata por todos que estão comigo no dia a dia, me influenciando também porque eles são meus amigos, também me ajudam quando eu preciso. Eu sei que inspiro muitas meninas a aceitarem o que merecem de bom sempre, a serem independentes a ir atrás do que querem por que é isso que eu passo pra elas, com a minha trajetória, minhas conquistas e não foi fácil, nunca vai ser, o processo é doloroso, mas foca no resultado.”

Sabemos que, mesmo que você faça um trabalho com extrema excelência, sempre vão surgir trolls na internet achando algum defeito e deixando comentários desagradáveis. Além disso, esses ‘haters’ não só falam sobre o trabalho das pessoas, como também da vida pessoal. A influenciadora revelou que com muita terapia e confiança no seu trabalho ela consegue manter sua sanidade e nãoabsorver os comentários maldosos.

“Muita terapia, saber principalmente que eu tenho controle apenas pelo oque eu falo, eu não tenho controle pelo o que os outros pensam, falam, entendem, por isso eu tenho meu raciocínio de que não posso me culpar pelo o que falam ou pensam sobre mim, obvio que fico chateada, pois ninguém gosta de ler coisas negativas sobre si, mas sigo o baile, não absorvo nada daquilo pra mim e o mais importante, eu sei quem eu sou, então é nisso que eu acredito. Ninguém nunca fez nada por você,mas te insisti em te criticar e você ainda vai ficar mal por isso? Não fique.”

ALL RIGHTS RESERVED

© 2022 by HOOKS MAGAZINE INTERNATIONAL LTDA.  Revista Hooks