top of page

Karolina Moura além das passarelas. Se encante por essa modelo que é sinônimo de persistência

Karolina Moura, é modelo, e com apenas 19 anos já possui uma trajetória de muitas superações e conquistas. É natural de Goiânia, atualmente mora em Miami e New York, já representou grandes marcas e estampou várias capas de revistas.


COVER NEW YORK EDITION

Stylist @carllosmartinz

Stylist @ilumi.nath

Photography @eumarcosdourado

Make @jucamposbeauty


A jovem modelo já morou em mais de 25 países, como: Milão, Londres, Paris, Madrid, Athenas, México etc. Ela já foi destaque para marcas muito conceituadas internacionalmente, como: Dolce Gabbana, Armani, Hugo Boss, Guess, Maxim, Vogue, Magnifik, Intimissi dentre várias outras.


É nítido que Karolina é uma mulher determinada, empoderada e que esbanja beleza e simpatia. Mesmo com diferentes desafios nunca cogitou a ideia de desistir de seus sonhos, ela sempre soube que para essa careira teria que estar disposta e ter flexibilidade, e não se arrepende pelas escolhas. Ela ressalta que essa carreira lhe exigiu um profundo mergulho nesse meio, que é competitivo e muitas vezes é encarado apenas como um trabalho de muito glamour.



Karolina deixa claro que para essa profissão uma alimentação saudável, equilibrada e ideal para seu porte físico fará toda diferença. E não é apenas o preparo físico que deve ter atenção, é essencial preparar o psicológico para aguentar o ritmo da carreira.

E nós da Hooks tivemos a oportunidade de entrevistar essa modelo que é dona de uma trajetória realmente inspiradora e contagiante. Vem conosco!




1-Karolina você sempre almejou a carreira de modelo? Quando e como você soube que possuía “feeling” nas passarelas?


“Desde minha infância, me tornar modelo sempre foi meu grande sonho. Eu sempre ficava desfilando pela minha casa, e sempre ficava me imaginando nas passarelas. As brincadeiras com as amigas envolviam desfiles, trocas de figurinos, aplausos, dentre outras ações que fazem parte desse universo. Quando eu tinha apenas 7 anos, minha mãe me levava a alguns concursos, mas não eram muitos já que eram caros e ela não podia pagar os valores.

Com 15 anos eu tentei ingressar em uma agência, mas eles me falaram que eu não era bonita o bastante para ser modelo e ouvi também outros comentários que enfraqueceram meu sonho nessa carreira. Um ano depois eu conheci o Alexandre, o dono da agência ACM de Goiânia, ele estava em um desfile em um shopping também em Goiânia. Ele já me contou que quando ele me viu passando com a minha mãe, chamei sua atenção e ele teve a iniciativa de me abordar e então me chamou para conhecer sua agência, eu fui, mas muito sem esperança, mas o tão esperado momento aconteceu. Alexandre me deu oportunidades e na mesma semana eu fiz um desfile e na segunda semana outro, e nesse desfile uma agência de Milão me notou e entrou em contato com o Alexandre dizendo que queria que eu fosse mais rápido possível a Milão, e um mês depois eu já estava trabalhando na capital da moda, realizando assim meu sonho de infância. Eu sempre soube que esse era o meu propósito, e hoje sou muito feliz com tantas realizações.”



2-Como você se definiria em algumas palavras?


“Eu sou uma pessoa muito determinada, focada nos meus objetivos, mas sem perder a minha essência que é ser sempre gentil, amável e tranquila. Se fosse para me definir em apenas uma palavra eu diria persistência, sempre corro atrás dos meus objetivos, não desisto facilmente do que quero, alguns podem até julgar como teimosia, mas a definição correta seria persistência.”



3-Ouvimos muitas pessoas comentarem que as modelos são muito disciplinadas. Conte nos um pouco sobre sua rotina, sua preparação para os trabalhos.


“Trabalhar como modelo não é ter dias monótonos, ou seja, a rotina é muito inconstante. Ter uma rotina não é algo tão simples nessa carreira, pois sempre tem algum casting, trabalho ou viagens que só se sabe na noite anterior. Mas eu tento ter uma vida saudável, a prática de exercícios físicos e uma alimentação saudável são essenciais. No início foi muito difícil, mas hoje em dia acabei me acostumando e aprendi a me adaptar.



4-Sabemos que para exercer a carreira de modelo, tanto a estética quando o perfil corporal são requisitos fundamentais. Qual sua opinião sobre as exigências de perfil de corpo nesse ramo?


“Quando ouvimos dizer que uma pessoa quer seguir a carreira de modelo, logo imaginamos uma mulher alta, magra e bonita. Muitas agências buscam modelos no mínimo 1,75 de altura com no máximo 90cm de quadril para modelos fashion dentre outras características. Porém, há alguns anos, esse ramo teve algumas adaptações. Hoje em dia mulheres mais baixas com corpo não tão magro já são aceitas como modelos. Já é nítido que essa carreira pode abranger diferentes tipos de beleza, portanto, existe uma gama de opções e categorias de modelos e de trabalhos. Na minha opinião eu sempre preferi o estilo das modelos da Victoria Secret’s, que foi o estilo de beleza no mundo por muitos e anos. Eu penso que modelo deve sim ser alta, magra e bonita, pois isso diferencia de outras pessoas de outros mercados.

A profissão modelo já foi mais respeitada, hoje em dia dizer que é modelo infelizmente pode soar como um motivo de ‘chacota’ e muitas pessoas levam até mesmo para o pensamento de prostituição, e isso é totalmente errado, é um absurdo.”



5-Como você se vê futuramente como modelo? Há algum projeto que poderia nos contar?


“Eu pretendo trabalhar por mais alguns anos como modelo, e quando perceber que o trabalho já não me motiva, gostaria de estudar medicina, pois era também meu desejo antes de trabalhar como modelo. Na medicina, até já sei em que área me especializaria, seria em neuropediatra, eu gostaria muito de trabalhar com crianças autistas.”



6- Sobre seu reconhecimento você chegou a imaginar que um dia seria uma modelo tão influente?


“Na verdade, não. Como mencionei, aos 15 anos ter tido uma decepção envolvendo meu sonho/minha carreira, ter escutado muitos comentários desagradáveis afetou muito a minha autoestima, e eu achei que nunca poderia ser uma modelo de sucesso, mas eu estava errada. Sou muito grata por tudo o que me ocorreu pois me fez ser mais forte. Assim, hoje consigo perceber que as dificuldades moldaram meu caráter e foram essenciais para me tornar uma pessoa mais madura.”



7-Na sua opinião, quais são as vantagens e desvantagens da fama?


“As vantagens de ser famosa são as oportunidades que se tornam mais visíveis, tanto profissionalmente quanto na vida pessoal. Porém, também há desvantagens, fica mais difícil ter confiança nas pessoas, deve-se ter prudência para distinguir quem realmente está perto por interesse e quem está próximo pelo afeto, admiração.”



8- Qual recado você daria para quem deseja seguir a mesma profissão?


“Tenha muito foco e objetivo”, essa foi a frase que eu escutei de uma pessoa quando eu estava indo pela primeira vez a Milão, e nunca me esqueci, pois aprendi que tudo realizado com determinação possibilitará várias conquistas, independente da profissão.”

9—Karolina, teve algum momento que pensou em desistir de sua carreira?


“Muitas vezes. Ser modelo não é uma profissão fácil como muitos imaginam, pois ficamos longe da nossa família, passamos muito tempo sozinha, sem contar a pressão que sentimos em vários aspectos. Mas eu sempre tive apoio da minha família que não deixou que a distância fosse sinônimo de ausência. Sempre tive muita fé e busquei muito a Deus nos momentos mais difíceis, e nunca deixei de agradecer pelos bons. Assim, para ter conseguido tantas realizações e chegar onde cheguei foi porque eu não deixei que os obstáculos fossem maiores que minha persistência.”



10- Poderia nos contar algumas realizações que obteve por meio de seu trabalho?


“Eu trabalhei para marcas que eram as minhas favoritas desde criança, fiz várias revistas e reportagens, conheci mais de 25 países em 3 anos. Atualmente trabalho em Nova York, e sempre foi meu sonho conhecer e trabalhar nesse lugar, já que em NY as modelos tem ainda mais chance de se tornarem-se grandes nomes.”


11- Última pergunta, mas não menos importante: se pudesse expor em um outdoor uma mensagem, qual seria?


“Confie em você, nunca deixe de acreditar em si mesma e achar que não é capaz, pois você é!!! Cada pessoa é única e especial. Aprenda a ter confiança em si mesma.”


Comentarios

Obtuvo 0 de 5 estrellas.
Aún no hay calificaciones

Agrega una calificación
bottom of page