Open site navigation

Kelly Key and Family

Kelly Key and Family

Maíra Cardi: A empresária da saúde que já transformou a vida de mais de meio milhão de pessoas!




Créditos:


Foto: Rudi Silva

Edição de fotografia: @danillogram

Stylist: Patricia Passos

Agência: @connectcast

Design: @capitaoganchu



Maíra Cardi: esse nome você já conhece! A musa fitness é atleta, influencer, empresária da saúde, Life coach, modelo e já foi apresentadora de televisão.

Ela nasceu em São Caetano - SP, e ficou conhecida pelo grande público depois de fazer parte da nona edição do reality Big Brother Brasil, exibido pela rede Globo. Porém, ter participado do programa não foi o único responsável pelo sucesso da musa! Como empresária e especialista em PNL e Life coach, Maíra criou dois programas de emagrecimento: o“Seca Você Renove” e o “Cura Você”.

A nutricionista é expert em mudanças comportamentais e vegetarianismo, propondo um programa interdisciplinar para ajudar os pacientes a perderem peso com saúde.

Seu lema é estimular uma alimentação saudável sem que ela deixe de ser prazerosa. Maíra passou por um câncer de tireoide, e também infelizmente perdeu seu pai para a mesma doença, quando percebeu que conseguiu prolongar à vida dele apenas substituindo sua alimentação por uma mais saudável e orgânica. Foi então que surgiu o "Seca Você".

Atualmente Maíra acumula mais de 7 Milhões de seguidores em seu Instagram, e além da beleza e shape impecável ela é dona de uma simpatia sem tamanho. Essa mulher é uma líder nata! Estando a frente de seus negócios e de sua família e casada com Arthur Aguiar, pai de Sophia e que, quis o destino, hoje também é participante do mesmo reality show, agora na sua edição 2022.

Maíra também é mãe de Lucas, fruto de seu relacionamento com Nelson Rangel.



Não deixe de ler a entrevista para saber mais sobre essa mulher incrível que transborda energia e impulsiona as pessoas!



1- Além de uma empresária muito bem sucedida, você ainda ajuda pessoas a encontrarem dentro de si a sua melhor versão! Como é ter esse poder de transformar vidas em suas mãos?

R: Cada pessoa trabalha por uma motivação, não existe o certo não existe o errado, tem gente que trabalha pelo dinheiro outros pelo bem estar da família, outros por paixão eu trabalho porque o meu grande prazer é fazer pessoas felizes, gente feliz faz gente feliz, assim como gente triste faz gente triste. Ter o prazer de transformar vidas de pessoas que não acreditavam mais nelas é algo inexplicável, ver alguém usar a frase assim “ Eu não acredito mais em mim, quero tirar minha própria vida” ou “ Meu marido não me ama mais e as pessoas não acreditam mais em mim, e nem eu mesma”, e ao fim do programa essas mesmas pessoa nos agradecerem dizendo obrigada por me devolver a vida é muito engrandecedor e faz tudo valer a pena. 2- Falar sobre emagrecimento sempre é algo que gera polêmica e muitas vezes pode ser mal interpretado, mesmo que o foco do seu programa alimentar não seja o emagrecimento em si, e sim tratá-lo como consequência de uma alimentação saudável. Sempre existe aquele haters para apontar essa questão. Como você lida com as críticas?


R: É muito normal quando você atinge sucesso às críticas virem na mesma proporção, ninguém fala mal de algo fadado ao fracasso, ninguém se incomoda com pessoas fracassadas, as pessoas se incomodam com o sucesso do outro porque no fundo admiram, não necessariamente querem fazer exatamente o que outro faz, mas as vezes quer ter o que o outro tem, ou ser o que o outro é, pessoas que trabalham esperando aplausos de todos ou que vivem esperando aprovação se distanciam muito do seu propósito, quando param de me criticar eu percebo que cai na zona de conforto, porque infelizmente quando a gente não incomoda é porque não está fazendo sucesso. Quantas pessoas você vê falando muito mal do Neymar, da Anitta, de grandes empresas como a Apple, sempre tem um insatisfeito, a Apple é a maior empresa de celular do mundo, e ainda assim a gente vive falando mal do IPhone, não quer que fale mal de você não faça sucesso. 3- Você demonstra ter um forte perfil de liderança. Hoje sua STAFF, a qual você também considera família, ao todo já soma mais de 400 pessoas trabalhando em conjunto. De onde vem toda essa energia para lidar com o dia a dia?

R: Eu acredito que a alimentação conta muito porque eu sinto que quando eu saio para viajar por exemplo, e como mal me falta muita energia e isso bagunça todo o meu dia, me sinto pesada, mal humorada, se as pessoas tivessem noção de 30 % do mal que o açúcar faz ela jamais consumiriam, óbvio que fora a parte da alimentação também existe um treino, é um treino diário de paciência, de persistência, de liderança mais tudo aquilo que a gente faz muito a gente fica bom, se você anda muito de bicicleta você será bom em andar de bicicleta, se você faz muita maquiagem, você será bom em fazer maquiagem, se você cozinha todos os dias você será bom em cozinhar, se você reclama todos os dias você será bom em reclamar, o que você anda fazendo da sua vida que é bom? A gente não percebe mais a gente colhe tudo aquilo que a gente repete.

4- Como surgiu seu programa de emagrecimento “ Seca Você - Renove"?

R: Eu tive um câncer de tireoide o qual eu fiquei condenada a tomar remédio para o coração e para tireoide o resto da vida, eu era muito nova e achei um absurdo ficar dependente de remédio, e foi então que eu fui estudar sobre a doença e comecei a descobrir o poder do alimento e que todas as nossas doenças vem da má alimentação e do mal gerenciamento das emoções. Daí despertou meu interesse inicial, um tempo depois foi descoberto um câncer no meu pai e o médico condenou ele a três meses de vida e ele acabou vivendo 3 anos a mais após nós mudarmos a alimentação dele por orgânica, um dia depois da morte do meu pai eu resolvi abrir o Seca Você. A dez anos atrás o que movia as pessoas era a estética a revista Boa Forma, Dietas eram tidas como as melhores revistas, porque as pessoas eram movidas por dietas, então as mulheres principalmente faziam de tudo para emagrecer, dieta do alface, dieta da sopa , à saúde vinha muito muito muito depois entendendo isso é acompanhando o mercado criei um Programa aonde as pessoas teriam o que elas realmente desejam, que é o emagrecimento, porém além do emagrecimento eu entregava também o mais importante a saúde através da consciência elas entravam com o objetivo de emagrecer, emagreciam de 6 a 24 quilos em 30 dias apenas com alimentação saudável comendo de 3 em 3 h, comidas gostosas, bolos e biscoitos e no meio de toda essa programação também tem assistência 24h de analistas comportamentais, tem também aula, dinâmica e todo aprendizado desde a parte emocional até a parte alimentar, ao finalizar o programa além de ter eliminado os quilos que era a proposta inicial agora elas tinham a consciência do que realmente importa a paixão pela vida saudável e principalmente aprenderam se alimentar e ter uma vida saudável de verdade e sem sofrimento.

5- Com a entrada de Arthur no BBB, bateu aquela saudades do reality? Como tem sido para você ver ele lá?

R: Interessante essa pergunta porque durante muitos anos eu fugi de falar sobre o BBB como o diabo foge da cruz, existia um preconceito muito grande de ex BBB e sofríamos um preconceito na época aonde qualquer ex BBB era tachado como incapaz de ter sucesso em qualquer área por competência, então não importa o que vc fizesse de bom na sequência vinha a frase: “ Aff mas ela é ex BBB” e isso invalidava qualquer coisa. Eu passei muitos anos da minha vida pra construir a minha história pós BBB e arrancar esse rótulo, após 13 anos de muita luta eu era conhecida apenas como a empresária que emagreceu os artistas o que pra mim foi maravilhoso, e as pessoas não se lembravam que eu tinha feito o BBB, mas isso foi um grande trabalho. Quando o Arthur me contou a notícia que ele iria entrar no BBB, primeiro eu vibrei de alegria por ele na sequência pensei: Tô Ferrada! Vão resgatar tudo de novo e tudo o que eu construí lá se vai por água abaixo e para minha surpresa as coisas mudaram muito e hoje as pessoas tem uma adoração pelos participantes do programa, logo eu super entraria novamente, pois quando eu entrei eu era muito nova e aproveitei a chance muito mal. 6- Você já passou por diversos altos e baixos, e nunca deixou “a peteca cair”. Qual é sua missão de vida? O que te inspira a viver e transformar a vida das pessoas?

R: Como já disse eu não sou movida a aplausos e nem a aprovação é muito perigoso quando tudo que você faz você espera aprovação do outro, veja se eu tiver que imitar alguém vou imitar o cara mais incrível de todos os tempos que é Jesus, se eu conseguir ser 2 % do que ele foi eu estarei extremamente feliz, mas para ser dois por cento do que ele foi eu preciso estar disposta a colher o que vem de bom e o que vem de ruim com essas escolhas, ele foi a pessoa que mais transformou o mundo positivamente até hoje, mas para cumprir a sua missão é transformar o maior número de pessoas ele foi o homem mais julgado, mais perseguido, mais criticado, mais apedrejado, enfim, matamos o grande homem né? A grande questão é que todo sucesso seja ele como for existe um grande preço a ser pago, as pessoas só querem colher os louros, Jesus não ficou esperando aplausos, não ficou esperando aprovação, não parou com os elogios e também não parou com as críticas, se tem alguém que me inspira é ele.

7-Quem é a Maíra Cardi?

R: Acredito que “Quem é” não seja a palavra certa, porque? Porque eu acredito mais no estou. Ninguém é alguma coisa de maneira fixa a vida toda, hoje eu penso de um jeito, amanhã eu penso de outro isso é evoluir, se eu passar a minha vida inteira sendo a mesma pessoa significa que eu não aprendi nada, hoje eu sou melhor que ontem e menor que amanhã eu erro diariamente, e a grande questão é aprender a lidar com os nossos erros, gosto de ser muito livre, gosto de respeitar o próximo, gosto de ser respeitada, gosto de errar para aprender com os meus erros, não tenho dificuldade nenhuma em admitir que errei, mas isso é hoje amanhã eu não sei.

8- O que podemos fazer para transformar nossas experiências negativas em aprendizado?

R: As pessoas são muito apegadas ao que perderam, assim como são apegadas ao que doeu e ao que machucou. Quando aprendemos que os nossos machucados, as nossas dores e o que“ perdemos” foi pra nos fazer pessoas melhores paramos de nos apegar ao negativo e passamos a ver como oportunidades, a grande questão é olhar e falar: O que tiro dessa lição? O que posso fazer diferente? Você não muda o passado , mas transforma o futuro. 9- E por último, mas não menos importante: qual é a sua voz? O que você gostaria de gritar para o mundo se tivesse oportunidade?

R: Primeiro lugar, respeitar as diferenças uns dos outros. Acho que estamos vivendo em um mundo aonde temos muitos "juízes" olhando pra fora e pouca gente olhando pra dentro. Quando a gente quer transformar o mundo, temos que começar pelo nosso mundo. Você muda primeiro o seu mundo interno e, depois, o seu mundo externo já mudou.




ALL RIGHTS RESERVED

© 2022 by HOOKS MAGAZINE INTERNATIONAL LTDA.  Revista Hooks