top of page

O Estilista por Trás de Poor Things Revela a Inspiração por Trás de uma Fantasia de Moda Libertadora.



No filme Poor Things, uma criação surreal de ficção científica de época dirigida por Yorgos Lanthimos, os trajes usados por Emma Stone para interpretar Bella Baxter são tão extravagantes e provocativos quanto a própria obra e seguem uma estética mais voltada para o steampunk. Mas o que é isso Evely? O steampunk é um gênero ficcional que surgiu nos anos 80, e apesar de não ter tanta repercussão como cyberpunk, ainda tem muita inflência em obras de ficção, e fica em um lugar entre vitoriano e futurista.



Desde o início, os figurinos de Bella sugerem uma mistura única de infantilização e sexualidade libertadora. Inspirado na natureza evolutiva das crianças, o figurinista optou por mantê-la constantemente despojada de forma sutil, mesmo quando vestida. Os tecidos escolhidos, como acolchoados e babados, evocam uma sensação de inocência infantil, enquanto as referências à anatomia feminina, como blusas com cortes sugestivos, adicionam uma camada de subversão ao visual.



A reinvenção de elementos vitorianos básicos é uma característica marcante dos figurinos, proporcionando uma abordagem divertida e moderna à estética da época. Uma peça favorita é uma gaiola estranha, reminiscente de uma cauda de sereia, construída com papel seda e inspirada até mesmo por uma jaqueta contemporânea da marca Moncler. Esta fusão de influências históricas e contemporâneas resulta em uma estética única e visualmente cativante.


À medida que Bella parte em sua jornada, seus trajes tornam-se ainda mais selvagens, refletindo sua libertação gradual das normas sociais restritivas. Um exemplo é sua abordagem casual e ousada ao vestir-se em Lisboa, onde ela abraça a ideia de vestir peças vitorianas de uma maneira incomum e provocativa. A cena é uma representação vívida da sua transição para uma vida mais livre e autêntica.



Em contraste, os trajes usados durante sua estadia em bordéis em Paris são projetados para desafiar as expectativas tradicionais associadas a esses ambientes. Evitando clichês como lingerie preta e espartilhos, os figurinos apresentam jaquetas grandes de lã com sobreposições de látex, criando uma paleta de cores que destoa das convenções típicas de bordéis. A escolha de cores e materiais destaca-se especialmente em uma cena em que Bella é retratada usando uma capa de látex em um tom semelhante ao de uma camisinha, uma representação visualmente impactante de sua jornada.



Conforme Bella se envolve mais profundamente em seus estudos acadêmicos e atividades socialistas, seu visual evolui para refletir sua nova identidade e ambições. Trocando a exuberância por um estilo mais sóbrio e acadêmico, ela adota um terno adequado, mas ainda mantém sua irreverência característica ao combinar a peça com botas vitorianas e deixar as pernas à mostra. Essa transformação visual sugere sua progressão para uma fase mais séria e comprometida em sua vida.



“Pobres Criaturas” (Poor Things), levou quatro prêmios: melhor atriz, melhor maquiagem e penteado, melhor design de produção e melhor figurino.



E é com essa obra de arte espetacular que finalizo por aqui! Espero que tenham gostado.


Kisses

Comments

Rated 0 out of 5 stars.
No ratings yet

Add a rating
bottom of page