Todrick Hall: de “Oz” a “Femuline”

Não conhece Todrick Hall? Tá na hora de conhecer. De Plainview, Texas, ele é um cantor, compositor, dançarino, coreógrafo e youtuber de 36 anos que ganhou visibilidade nos Estados Unidos quando participou da nona temporada do programa American Idol, chegando às semifinais.

Em seguida, criou o seu canal no YouTube, onde posta vídeos com músicas originais, paródias e esquetes. Negro e gay, Todrick sempre inclui sua experiência de vida na sua arte.

Conheci o cantor em 2017, quando lançou “Straight Outta Oz”. O projeto é um álbum visual que, com imagens inspiradas em “O Mágico de Oz”, conta a vida do cantor. Nesse álbum, Hall mostra a que veio. Com vídeos criativos, “Straight Outta Oz” conta com nomes como Amber Riley, Nicole Scherzinger e Pentatonix.

Capa do álbum “Straight Outta Oz”. Foto: internet.

Em 2018, o cantor lançou o incrível “Forbidden”, seu segundo álbum visual. Mais maduro, dessa vez Todrick aborda sem medo temas como o preconceito e a desigualdade, e nos apresenta tanto músicas cativantes como canções capazes de partir seu coração.

É importante ressaltar que Todrick Hall é a principal mente por trás de seus projetos. Ele produz, dirige e coreografa seus vídeos. Também compõe suas músicas, além de organizar suas turnês, mostrando que é um artista talentoso membro da comunidade LGBTQIA+.

Screenshot do vídeo de “Nails, Hair, Hips, Heels”. Foto: internet.

Com os EPs “Haus Party 1, 2 e 3”, lançados entre 2019 e 2021, nos mostrou três facetas. No primeiro, nos faz querer dançar. A icônica “Nails, Hair, Hips, Heels” até hoje é capaz de animar qualquer pista. A música fez tanto sucesso que chegou a ganhar uma versão remix com a participação de Ciara, além de uma versão natalina e outra incentivando o uso de luvas e máscaras contra o COVID.