Open site navigation

Kelly Key and Family

Kelly Key and Family

  • BM

Zanna: de vendedora de flores à voz do transporte público

Conheça a trajetória da cantora carioca que anuncia a próxima parada nos trilhos do MetrôRio e Metrô de São Paulo


Quem passa pelo MetrôRio e pelas linhas 8 e 9 do Metrô de São Paulo, pode ouvir uma voz suave na sonorização dos trilhos, que de certa forma traz até um equilíbrio ao fluxo intenso diário de pessoas chegando e partindo. O que muitos nem imaginam é que a dona dessa voz já foi até indicada ao Grammy Latino.


A carioca Zanna já tinha a veia empreendedora desde criança. Aos 8 anos, a carioca sentiu a necessidade de se movimentar e de lutar para ajudar no sustento da família, já que sua mãe costureira tinha outros quatro filhos, o pai era ausente e contava muito com a ajuda da avó, que lavava roupas para fora. “Resolvi um belo dia vender flores artificiais, que eram feitas com caixas de ovos por uma vizinha. Sem saber, ali eu já começava a empreender”, conta Zanna.


Os sons sempre chamaram sua atenção e a fazia imaginar como era criada aquela frequência musical. A flauta doce foi seu primeiro instrumento musical que a acompanhava em todo lugar. Aos 10 anos, foi conquistada pelas cordas do violão e aos 13 já dedilhava suas próprias composições que a levou para os palcos aos 16 anos.


Zanna já sabia que a música era sua verdadeira paixão. Tanto que aos 19 anos, por intermédio do seu avô, foi para a Itália em busca de conhecimento e de difundir seu talento. Para se sustentar no país europeu, foi garçonete e até motogirl, mas entre uma oportunidade de emprego e outra, conseguia conciliar algumas apresentações musicais em barzinhos, sempre com sua voz e violão.


Hoje, com mais de 20 anos de carreira, Zanna é reconhecida como uma das novas vozes da MPB. Seu primeiro disco solo teve três indicações ao Grammy Latino 2017, incluindo Melhor Álbum de MPB. Entre as faixas mais populares no Spotify estão Vento de Praia Nordeste e Menina de Vento, que fez parte da trilha sonora da novela Orgulho e Paixão (TV Globo).


A relação da cantora com a música não parou em suas apresentações. Zanna também encontrou na voz e na música o caminho para alimentar o elo entre marcas e consumidores por meio do marketing de afeto. A agência Zanna, criada pela artista, é a primeira da América Latina com foco em Sound Branding, método que desenvolve o logo sonoro de empresas. "A ideia surgiu nos anos 2000 quando tive a oportunidade de morar no exterior. Nos Estados Unidos eu via toda aquela produção nas imagens dos filmes publicitários, mas a trilha sonora quase sempre era impessoal e distante. No cinema, porém, o uso do som era usado como ferramenta de reconhecimento e identificação sonora há décadas”, explica ela.


Não só a cantora, mas a agência Zanna cresceu com o tempo. Hoje, com 15 anos de atuação em um segmento tão inovador, a empresa tem diversas marcas com cases importantes, como Vivo, L’Occitane Au Brésil, Cielo, entre tantas outras.


Além disso, Zanna está também há quase 11 anos como voz no MetrôRio. “No metrô as pessoas são impactadas por um ambiente afetivo e esse é o propósito do projeto desenvolvido com eles. Os passageiros guardam consigo a minha voz e o som que os acompanham ao longo da viagem, mesmo na correria, guardam a leveza e o modo como recebem as informações durante o uso do transporte coletivo”, lembra ela.



O trabalho de Sound Branding vem trazendo reconhecimento à agência nestes 15 anos de atuação e inovação. Em 2011, Zanna foi a primeira jurada brasileira da indústria do som no evento mundial 'Cannes Lions International Festival of Creativity', e no ano seguinte, no mesmo evento, a CEO foi a primeira a palestrar sobre o assunto para milhares de participantes. “Nós, de fato, temos uma metodologia única para captar a essência da marca e traduzi-la em som. Esse estudo nos permite criar a música, o logotipo sonoro, afinar a voz, que se conecta com as pessoas e cria intimidade entre as marcas e seus públicos. Uma forma de estabelecer relação afetiva entre eles”, finaliza Zanna.


ALL RIGHTS RESERVED

© 2022 by HOOKS MAGAZINE INTERNATIONAL LTDA.  Revista Hooks