top of page
Open site navigation

Dara Deen Doo: conheça Pedro Arent e sua genialidade por trás da Drag mais fashion que você vai ver!


Créditos:

Foto: @gutyerrez

Produção do Look: @gegem.bauer e Marlene Mangger

Styling: @gegem.bauer e @pedro_arent

Design: @directorhooks


Pedro Arent, nascido e criado em Curitiba Paraná, o jovem conta que cresceu apaixonado por moda. Quando criança, sua mãe mostrava desfiles dos anos 90 e 2000 que o influenciaram muito na criação de sua estética. Na adolescência, experimentou e desenvolveu sua própria técnica de maquiagem através dos canais de YouTube que surgiram na época. Então conheceu a arte Drag com 14 anos, assistindo Rupaul’s Drag Race. Nesse momento, ficou apaixonado pela ideia de juntar maquiagem, moda e expressão de gênero em um trabalho.



Foi então que começou a acompanhar e estudar a cena nacional e internacional, expandindo seu conhecimento sobre o assunto. Até que teve a oportunidade de conhecer o Vinícius e Thiago, conhecidos por interpretar a reverenciada dupla de Drags “Deendjers” em Curitiba, por quem eu já tinha extrema admiração.


Cultivaram uma amizade, e em 2020 foi convidado para ser modelo do curso de maquiagem Drag que lecionavam, sendo batizada por eles como sua filha Drag “Dara Deen Doo”.

E foi assim que a magia começou! O convite se repetiu no ano seguinte e esse apoio e carinho deram confiança para continuar experimentando suas ideias, até que em fevereiro de 2022 saiu montada pela primeira vez.



O feedback das pessoas foi extremamente positivo, o que a motivou a continuar a sair montada. Fui se inserindo na cena Drag curitibana aos poucos até ter a oportunidade de trabalhar em casas noturnas, explorando sua arte com visuais novos que apresenta para Curitiba e o mundo.


O ensaio fora inspirado nas Balaclavas introduzidas nas semanas de moda por grifes como Givenchy, Balmain e Moschino, a ideia era compor um look em volta dessa peça.



"Incluímos couro, látex e vinil, para trazer um pouco da estética Bondage que eu sempre gostei de referenciar".

Seu estilista, Léo Gegembauer, desenhou e costurou a Balaclava e as luvas, incluindo fivelas metálicas sobrepostas, e sua amiga Marlene Mangger se encarregou do look.



"Usamos peças do meu acervo como o macacão e a saia de tule, que foi transformada em um vestido de silhueta mais aberta e leve, contrastando com os elementos restritivos do visual."

Então houve a oportunidade de criarmos um editorial juntamente com o fotógrafo Gutyerrez Erdmann. Trabalhamos com um cenário minimalista que desse ênfase na maquiagem gráfica e na vestimenta. O cabelo esvoaçante foi o toque final para criar a superposição de restrição e leveza, dor e prazer.



E o resultado foi essa obra de arte que merece ser reverenciada na cena nacional e internacionalmente! Nós da Hooks Magazine apoiamos e desejamos muito sucesso em sua caminhada!




bottom of page