Open site navigation

Kelly Key and Family

Kelly Key and Family

Keh Correia para capa e entrevista na Hooks Magazine

Keh Correia, já considerada melhor blogueira do ano, bate um papo com a gente sobre sua perspectiva do mercado da moda


Maquiador e fotógrafo @YGORMARQUES


Confira entrevista completa.


Qual mercado vem crescendo mais na sua opinião?


Sem dúvida o da beleza.
O Brasil hoje é o quarto maior mercado da beleza no mundo. São várias marcas que focam em diversos segmentos, produtos multifuncionais , cruelty free, veganas, que prezam pela diversidade e por aí vai. As pessoas estão consumindo cada vez mais beleza porque estão aprendendo através das mídias sociais a utilidade e toda a importância que ela traz. Isso não agrega só no físico mas também na auto estima, e vem trazendo cada vez mais adeptos e mais jovens a consumirem esses produtos.



Keh, você analisa o que consome?


Sim e muito! A moda virou muito “copia e cola”, são pouquíssimas as marcas que trazem autenticidade, se uma marca lança um micro saia desfiada com cós baixo no fashion week na semana seguinte as marcas brasileiras já estão replicando a tendência por aqui. E infelizmente os estilistas não tem muito o que fazer. Se o mercado está consumindo aquilo em massa , ele é obrigado a fazer o “cópia e cola” ou então não vende.
Gosto das marcas que apesar das “TRENDS” conseguem trazer em si autenticidade e estilo de vida e DNA próprio.




Quais são as principais tendências na sua opinião?


Poderia falar que serão micro saias, maximalismo, jaqueta puffer e plumas. Mas acredito muito que cada vez mais as pessoas estão dando prioridade à saúde mental e vou explicar porquê!
Estamos sendo bombardeados de informações, a maioria sem veracidade comprovada , estamos cada vez mais nos endividando para mostrar uma realidade inexistente no mundo digital e esquecendo que a fatura uma hora chega no mundo real, as pessoas estão trabalhando para comprar /consumir algo que nem se quer precisam, apenas para ostentar nas redes sociais , e estão perdendo sua saúde física e mental ao fazer isso.
Tudo nessa vida é um equilíbrio, o consumismo é bom, é importante, mas somente até o ponto que você não precisa perder sua saúde para isso.


O que você acha das pessoas que viralizam na internet por causa de polêmicas e se tornam influenciadores digitais?


A maioria não são influenciadores digitais, e sim subcelebridades. As notícias e fofocas virais dão palco para qualquer um ganhar seguidores só porque se relacionou com algum famoso ou se meteu em alguma confusão na internet e viralizou, não é à toa que a “fama passa” e não conseguem se sustentar das mídias sociais, poucos são os que realmente trazem conteúdo de qualidade.






ALL RIGHTS RESERVED

© 2022 by HOOKS MAGAZINE INTERNATIONAL LTDA.  Revista Hooks